#Logística

COMO COMEÇAR A FAZER ENVIOS INTERNACIONAIS: UM GUIA PARA EMPRESAS DE E-COMMERCE

DHL Express
DHL Express
4 min de leitura
Partilhar em
facebook sharing button
linkedin sharing button
Smart Share Buttons Icon Partilhar

Tem uma empresa de comércio eletrónico? Quer saber como expandir-se nos mercados internacionais? Só é preciso um pouco de pesquisa e planeamento. Estas sugestões de envio internacional conduzi-lo-ão ao sucesso...

1. Considerar o seu mercado

O mundo é um lugar grande, mas deve concentrar o seu tempo e energia nos mercados onde a procura do seu produto (ou serviço) é maior. Caso contrário, pode não ser financeiramente justificável para a sua empresa expandir-se nos mercados internacionais.

  • O Google Analytics pode ajudá-lo a identificar o tráfego internacional que a sua empresa de comércio eletrónico já possui. O serviço acompanha e comunica o tráfego através de dispositivos e plataformas online, ajudando-o a compreender o percurso de compra dos seus clientes em relação a métricas como os visitantes únicos do seu site e a taxa de envolvimento. É fundamental que possa associar estas métricas a dimensões específicas, como a localização, permitindo-lhe ver quais os mercados internacionais com maior potencial para a sua empresa.

  • Investigue quais os países com maior procura do seu produto e onde poderá haver uma lacuna no mercado que a sua empresa possa preencher. Também deve pesquisar os hábitos de consumo dos consumidores, as motivações de compra e os possíveis obstáculos ao envio para esses países. Tudo isto ajudá-lo-á a construir um perfil detalhado do mercado e a determinar a dimensão da oportunidade.

  • Pesquise para onde os seus concorrentes estão a vender - afinal, se estão a enviar para um determinado mercado, deve ser porque há negócios suficientes para que valha a pena.

2. Familiarizar-se com as regras e regulamentos

Se estiver a efetuar envios transfronteiriços, é importante verificar os regulamentos aduaneiros e de importação do país de destino. Se não o fizer, corre o risco de os seus envios sofrerem atrasos, o que significa uma entrega tardia aos seus clientes, o que é um grande problema no comércio eletrónico.

Cada país tem as suas próprias regras - algumas mais rigorosas do que outras, com sanções severas para a documentação incorreta. Se estiver a enviar para vários mercados, a administração pode rapidamente tornar-se muito assustadora e demorada. É aí que a parceria com um especialista em logística internacional como a DHL será mais do que compensadora. Todos os dias, as nossas equipas aduaneiras dedicadas em todo o mundo ajudam as empresas de comércio eletrónico a enviar para clientes internacionais, tratando de toda a documentação. Envio rápido e internacional com o mínimo de problemas para si.

3. Preparar-se para direitos e impostos adicionais

Os impostos são impostos sobre bens importados, com a taxa decidida pelo país de destino - embora existam algumas zonas de comércio livre em todo o mundo. O pagamento de taxas e impostos é normalmente da responsabilidade do destinatário - ou seja, o seu cliente - embora a DHL ofereça uma opção DTP (taxas e impostos pagos) aos titulares de conta. Isto significa que a DHL faturará o expedidor (a sua empresa) para cobrir o custo. A vantagem desta opção é que o cliente final não receberá uma fatura fiscal inesperada quando a sua encomenda chegar à alfândega - o que pode prejudicar a sua opinião sobre a sua marca.

Se decidir transferir os custos para os seus clientes, certifique-se de que as taxas são claras em todo o seu site de comércio eletrónico - "taxas de envio inesperadas" é uma das principais razões para o abandono do carrinho durante as transações online. Melhor ainda, considere a possibilidade de absorver as taxas de envio no custo dos seus produtos, para que possa apresentar aos seus clientes um preço simples e completo no momento do checkout.

4. Atualizar o seu site de comércio eletrónico

Não há melhor altura para dar um polimento ao seu site de e-commerce do que quando se planeia a expansão para mercados internacionais. Lembre-se destas características essenciais:

  • Traduza o seu site para a língua local de todos os mercados a que se dirige.

  • Formas de pagamento internacionais: sabia que os compradores online têm 70% mais probabilidades1 de finalizar uma compra se o seu método de pagamento preferido for apresentado como opção no checkout? Pesquise os métodos de pagamento mais populares no país para o qual está a vender e ofereça-os no checkout. Não se esqueça de apresentar os preços e permitir também o pagamento na moeda local.

  • Uma boa estratégia para vender pela primeira vez num país é estabelecer-se primeiro num mercado online como a Amazon. Isto significa que pode começar com pouco e medir a procura dos seus produtos antes de investir fortemente num site independente e localizado. Beneficiará do alcance do mercado, colocando-o instantaneamente à frente de milhões de clientes.

5. Decida o que vai enviar, para onde e como

Se estiver a efetuar envios para vários países, evite uma abordagem do tipo "tamanho único". A sua estratégia de marketing e vendas deve ser adaptada a cada país em função das preferências dos compradores desse país. Talvez um dos seus produtos seja mais adequado para um mercado do que para outro; depois, há que ter em conta os feriados de compras de cada país (Black Friday nos EUA, Single's Day na China, etc.). A chave é testar e otimizar a sua abordagem de vendas ao longo do caminho e, com o tempo, os dados recolhidos dos clientes permitir-lhe-ão aperfeiçoá-la. 

Enquanto está ocupado com o lado comercial das coisas, confie o seu envio à DHL. Com uma presença em 220 países e territórios, é justo dizer que somos especialistas internacionais. Temos uma vasta experiência em ajudar empresas B2C de todos os tamanhos a identificar e alcançar novos mercados. Contacte-nos hoje e vamos começar - o mundo está à espera! Abra a sua conta empresarial

1 - Instituto Baymard, novembro de 2021